O Antídoto para a Ferrugem

Quando o ferro entra em contacto com o oxigénio presente na água ou no ar, acontece uma reação a que chamamos OXIDAÇÃO.

Uma das formas de prevenção é a pintura do material, que cria uma camada protetora entre o ferro e o oxigénio.

Depois de começar a reação de oxidação, o material vai ficando em desgaste, originando a chamada CORROSÃO.

Depois de estarem em desgaste e corroídos os materiais ferrosos começam a gerar o hidróxido de ferro que se apresenta com uma cor avermelhada e que todos conhecemos como FERRUGEM!

como-tirar-ferrugem
imagem retirada do Google

A Ferrugem é como um cancro no metal, destrói a sua resistência, corrói e propaga-se por toda a peça se não for travada a tempo, causando a sua inutilização.

A Velacril tem a solução: VELRUST – Conversor de ferrugem

Como o nome indica este produto vai converter/transformar a ferrugem numa película estanque, possibilitando a posterior pintura sem necessidade de retirar, raspar ou lixar a ferrugem existente. Tão simples como uma equação química, este conversor atua diretamente na oxidação criando a pelicula protetora que impede a evolução da ferrugem para o resto da peça.

Como qualquer reação química o tempo de atuação é fator chave!

O segredo do bom funcionamento deste produto é o tempo de espera/secagem. Recomendamos pintar a peça tratada após 24 a 48 horas.

Porquê? Não é só uma mania nossa…

Se aplicar antes da reação estar concluída o efeito vai ser anulado, na medida que o produto fica diluído na própria tinta e se a reação não ficar concluída, vai continuar a criar a ferrugem mesmo depois da pintura!

Método de Aplicação

Antes de aplicar, limpar a peça de eventuais poeiras e lixo que possa estar agarrado. E até alguma ferrugem que possa estar despegada da peça. Usar uma trincha e aplicar diretamente na área afetada.

Esperar o tempo de secagem indicado: 24 a 48 horas!!!! E pintar por cima.

 

 

Floresta Urbana

 

greenery-home-products-pantone-2017_08

A SELVA CHEGOU À CIDADE…

Uma das grandes tendências de 2018 está baseada em todo um êxodo florestal 🙂

Veio de mansinho.. começou por ser um must nas decorações de casamentos de 2017, a cor Greenery foi na verdade eleita como a cor do ano passado, e agora o verde, também chegou às nossas casas.

Estão por toda a parte e tomaram de assalto a casa inteira desde a sala à cozinha. Almofadas com padrões de folha, os quadros, os tapetes, as fronhas e edredons, louças… evocando um ar fresco de campo e floresta nas nossas humildes casas. Mas não só em padrões, as próprias plantas também vieram em diferentes tamanhos e tons: Folhas verdes, largas, esguias, ramagens claras e escuras. Vasos grandes num canto, ou plantas suspensas, que tornam o ambiente mais acolhedor e mais próximo da natureza. Ideal para quem vive em apartamentos rodeado de outro tipo de selva… a urbana.

A cor verde é uma cor que nos transporta automaticamente para a natureza, é uma cor calma que harmoniza e equilibra. É a cor da esperança. É uma cor que nos transmite segurança, crescimento… paz.

Seja numa superfície branca, pastel, cinzenta ou até mais forte as paredes de sua casa vão ganhar uma nova vida com estas novas aquisições.

Pode combinar os verdes das plantas e padrões com os vários tons de amarelos e azuis que harmonizam na perfeição.

Esta Primavera traga o verde para sua casa..

 

Veja a Galeria de imagens que selecionámos para si.

imagens retiradas do Pinterest

 

Limpezas de Primavera

Spring

A Primavera Chegou…

Já se ouve o chilrear dos pássaros.. já se sente o tempo a aquecer (um bocadinho!) e os dias já se vêm mais longos!! Ainda que a meteorologia nos queira continuar a impingir o Inverno, a verdade é que a Primavera está aí.

E com a chegada dos dias longos e quentes dá-se por finda a temporada das mantas, das lareiras, dos lençóis polares, dos casacos e camisola mega hiper super quentes etc…

E o que significa isto… LIMPEZAS! Começa, oficialmente, esta semana a época das limpezas de Primavera, ou limpezas da Páscoa, ou ainda limpezas grandes!! Seja como for que elas se chamem, a verdade é que chegou o tempo de pôr mãos à obra!

sp

Dependendo do tamanho da casa ou da disponibilidade de tempo poderá necessitar uma ajuda extra – contratar uma pessoa para a ajudar pode ser uma boa solução.

Outra forma de começar a tratar o caso é fazê-lo por etapas. É um processo mais demoroso, mas menos complicado e poderá fazer uma limpeza a fundo em cada secção.

Eis algumas dicas de como poderá começar:

  • Faça uma LISTA de todos os produtos de limpeza que vai precisar. Confirme a validade dos que tem em casa. (não comece esta odisseia com um garrafão de lixivia de há 5 anos!! Mas também não exagere.. há vários produtos que pode usar em diferentes superfícies).
  • Faça um QUADRO com todos os items que precisa fazer (limpar paredes, aspirar carpetes, lavar cortinados, organizar gavetas, etc) por secção (Quartos – Cozinha – despensa – Sala – Casa de banho) e vá riscando todas as tarefas concluídas, desta forma vai conseguir manter o FOCO e não desperdiçar tempo. Pode usar este quadro para dividir as tarefas por toda a família, dependendo das idades e tomando as devidas precauções de segurança.
  • DOE tudo aquilo que não usa e que só serve para acumular pó e dar trabalho extra – armários de cozinha, gavetas, caixas: dê uma volta a tudo e aplique a regra: se não uso/como/visto há mais de 6 meses ou 1 ano… (atenção aos produtos fora de validade, devem ir de imediato para o lixo)
  • Faça uma ronda pela casa e veja o que precisa ser arranjado, um móvel que precise um restauro, uma gaveta que esteja empenada, uma parede que precise de uma nova pintura…
  • Crie uma PLAYLIST com as suas musicas favoritas e animadas para dar algum divertimento ao processo.
  • Estabeleça uma recompensa para o fim do projeto. A limpeza e manutenção de uma casa é algo demoroso, trabalhoso e bastante cansativo, e se o tiver de fazer sozinha.. pelo menos reserve-se ao direito de um mimo no final do trabalho. 🙂

Para dar uma ajudinha nas limpezas lá de casa selecionámos 4 produtos que podem ser chave para o sucesso das limpezas e sua manutenção.

 

Lavifung Para lavar paredes atacadas pelos fungos e humidades. Elimina as bactérias causadas pelo bolor evitando o seu reaparecimento. Consulte as condições de utilização.

                                  Lavifung
Para lavar paredes atacadas pelos fungos e humidades. Elimina as bactérias causadas pelo bolor evitando o seu reaparecimento. Ideal para cozinhas e casas de banho.

 

 

Massa Tapa-Fendas: Para preencher pequenas fissuras na parede, tornando-a uniforme. Consulte as condições de utilização

                    Massa Tapa-Fendas
Para preencher pequenas fissuras e rachas na parede, tornando-a uniforme.

 

Primário Velfix Para eliminar e tapar manchas causadas por fumos, tabaco, grafittis etc. Consulte as condições de utilização.

                           Primário Velfix
Para eliminar e tapar manchas causadas por fumos, tabaco, grafitis etc. Ideal para paredes difíceis, onde as manchas não saem só com lavagem.

 

Velisol: Isolante aquoso para prevenir humidades. Consulte as condições de utilização.

                                    Velisol
Isolante aquoso para prevenir humidades.

 

Comece esta Primavera com uma casa limpa e arejada.

Boas Limpezas!!

Quero Pintar a minha casa por onde começo?

Apenas uma divisão ou a casa toda? Apenas o interior ou o exterior? Se a resposta for Toda a casa interior/exterior – eu sugiro que consulte a resposta à pergunta: PINTAR OU CHAMAR UM PROFISSIONAL.

Por onde começar? Quando se quer pintar a casa… eu sugeria começar por marcar umas férias!!! No final da obra claro! Quem não passou pela maravilhosa experiência de pintar nem que seja uma divisão lá de casa, não sabe o quão exaustivo psicologicamente pode ser o simples facto de escolher uma cor!! Ok, posso ser só eu.. Mas determinar a mudança de tonalidade das paredes lá de casa pode ser uma tarefa árdua. O pai não gosta de mudar, o Filho quer a patrulha pata nas paredes, a avó acha que Branco é sempre branco!! E ainda só estamos a pensar fazê-lo e já começou a confusão.

Não quero obviamente desanimar ninguém a fazê-lo, até porque considero a tarefa por si só terapêutica, quase hollywoodesca a ideia de pormos uma jardineiras de ganga, atarmos o lenço à cabeça e de rolo na mão, ao som de um rock dos anos 80 darmos uma nova vida às paredes lá de casa.

Vamos à parte real e prática… a parte mais chata é sem duvida o isolamento. Isolar  o chão, móveis, portas, tomadas elétricas, ombreiras, janelas. Etc.. Ter em atenção que mal isolada a parede pode ficar com partes mal pintadas, ou os móveis e afins podem ficar sujos com a tinta.

Lavar bem as paredes sempre para retirar qualquer sujidade, vestígio de bolor ou até poeiras, e deixar secar. Nunca deve aplicar tinta em paredes húmidas ou sujas.

Já isolou as paredes? Já escolheu a cor… mãos à obra! Com uma trincha deve começar por fazer os recortes ou seja, pintar os cantos, à volta das ombreiras, todos os espaços mais pequenos onde o rolo não vai conseguir chegar.

Depois com a ajuda de um tabuleiro que vai controlar a quantidade de tinta que o rolo leva, é só rolar!! Espalhe a tinta pela superfície e está aplicada a 1 demão.

Deixe secar – aqui tem um intervalo de 1 a 2 horas, aproveite para relaxar, beber uma cervejinha, ver o facebook. Tire umas fotos para o instagram. E vamos á segunda volta.

Pintar ou chamar um profissional?

Esta é uma decisão que deve ponderar consoante o tipo e tamanho do trabalho,  Estamos a falar de uma casa ou de um quartito? Precisa de montar andaimes? Tem experiência na área?

Geralmente as pessoas fogem de contratar profissionais pelo custo que isso importa. É realmente um custo elevado pintar toda uma moradia, mas com os profissionais e  o material de qualidade pode precisar de pintar a sua casa no máximo 2 a 3 vezes…. NA SUA VIDA!!  Falo por experiência própria, a minha casa esteve pintada durante 20 anos!! Sem precisar dar nenhum retoque, o que significa que se durar outros 20 anos estou completamente satisfeita.

Um trabalho bem feito requer materiais adequados, ferramentas, conhecimento… e isto claro está, tem um custo. Saber que tinta aplicar, se necessita primário ou não, se as paredes estão propicias a bolores e humidades.. E obviamente o acabamento final. Em especial numa tinta de cor nota-se muito mais facilmente as diferenças e as manchas que um inexperiente deixa na parede. Para pintar uma parede de um quarto de vermelho grenat, tive de dar 5 demãos até ficar perfeito, se calhar um, profissional tinha-o feito com 2! Isto tudo conta! Um pintor de fim de semana gasta muito mais tempo, mais tinta, suja mais e isto também significa dinheiro…

Poupe no tempo de limpeza, no cansaço, nas dores de cabeça…. Não poupe num trabalho de qualidade!